(16) 3017-8614
Atendimento disponível entre segunda e sexta feira das 07:30 horas da manhã até as 17:00 da tarde
Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

20/08/2020

Carpintaria em casa - principais ferramentas

Um dos sonhos de consumo de toda pessoa que gosta de trabalhos manuais é ter a sua própria oficina, com os equipamentos adequados para as demandas do dia a dia. Na carpintaria não é diferente: além de ser uma ocupação para a mente, também ajuda a aliviar o stress de forma divertida. Se a sua ideia é montar uma oficina de carpintaria em casa, vamos lhe passar uma lista com alguns equipamentos que não podem faltar.

 

Antes de qualquer coisa, sugerimos que você defina qual o tipo de serviço que pretende fazer, como trabalho em móveis, jardinagem, manutenção residencial. De qualquer forma, os equipamentos que vamos citar são de uso comum em todas essas áreas. São eles:

 

  • TRENA: Impossível iniciar qualquer trabalho em madeira sem saber com precisão quais serão as medidas do objeto, não é verdade? Pra isso, uma boa trena é equipamento obrigatório em qualquer oficina. Procure modelos que tenham bom custo-benefício: você não vai precisar de uma trena de 20 metros, por exemplo. Tenha uma boa trena de 5 metros, de preferência com leitura clara e com material que não risca facilmente;
  • JOGO DE FORMÕES: Essas ferramentas são aliadas para a hora de fazer acabamentos ou entalhes na madeira, bem como trabalhar com encaixes entre as placas (como na hora de fazer um pequeno armário, por exemplo);
  • RÉGUA DE AÇO: É um equipamento que combina precisão e durabilidade, muitas vezes passando de geração para geração. São importantes para fazer as marcações dos pontos de corte das placas de madeira.
  • NIVEL: Pra entender a importância desse equipamento, imagine a seguinte situação: você gastou horas do seu dia montando uma prateleira com excelente acabamento e, quando termina de instalar, percebe que ela ficou torta na parede... Pronto, já deu pra perceber que esse equipamento tem que estar na sua oficina, certo? Existem vários tipos de nível, desde os mais simples, em madeira, até os a laser, que são muito mais precisos em seus cálculos, mas que demandam um certo investimento. Se você não tem tanto dinheiro, um nível simples, mas de boa procedência, resolve.
  • ESQUADRO DE CARPINTEIRO: Assim como o nível é importante para a instalação alinhada na parede, o esquadro garante que as peças internas do objeto fiquem perfeitamente alinhadas, evitando cantos tortos ou mal acabados. Os melhores são feitos de aço inox e tem a numeração gravada em baixo relevo, o que impede que se apague, como nos modelos apenas impressos.
  • RISCADOR: Perfeitos para marcações em peças de madeira escura, onde o lápis comum não é tão nítido, além de não sujar a peça que será trabalhada. Além de madeira, esses marcadores são muito eficientes em peças de metal.
  • PLAINA: Servem para alinhar as faces da madeira. Uma cena comum nas casas brasileiras: a porta que fica pegando no batente. Para eliminar o problema, basta usar a plaina para desbastar (remover irregularidades) a madeira até o encaixe certo.
  • GRAMPOS: Ajudam a manter no lugar certo peças que foram coladas ou encaixadas, especialmente aquelas que estão em posição antinatural para o contato.

 

Gostou das dicas? Na próxima semana, teremos uma segunda parte, com as máquinas elétricas e hidráulicas mais usadas na carpintaria. Aproveite para visitar a nossa loja e conhecer esses e muitos outros produtos. E, não se esqueça: o que você precisar para a sua oficina, a Casa dos Parafusos tem!